CoutoCast 12: Cold Fact

300x300 JPG

No Programa de hoje do CoutoCast, eu, Eduardo Couto, te convido a ouvir e analisar junto comigo o disco Cold Fact do Rodriguez! Aproveito para te convidar a assistir o documentário “A Procura de Sugar Man” que já falei neste post e a ouvir o Podcast O Que Assistir sobre Filmes Independentes que fala sobre este filme!

Então, sente-se confortavelmente, ponha o seu fone de ouvido e se prepare para um grande álbum!

Ahhh, antes de ouvir não esqueça de Assinar o Feed do Blog e receber todos os conteúdos ou o Feed do CoutoCast no seu agregador, e Bom Programa!

Escute dando o Play no player abaixo ou fazendo o download aqui!

Todas as músicas da nossa Playlist foram retiradas do YouTube.

Na Playlist deste programa:

  1. Yolanda Be Cool & DCUP – Sugar Man
  2. Rodriguez – Crucify Your Mind
  3. Rodriguez – The Establishment Blues
  4. Rodriguez – Forget It
  5. Rodriguez – I Wonder
  6. Rodriguez – Jane S. Piddy

A Procura do Sugar Man

Muito Provavelmente você já ouviu a canção “Sugar Man” que foi regravada em 2014 pelo grupo  “Yolanda Be Cool”, mas ao pesquisar um pouco mais, provavelmente você ira encontrar um tal de Rodriguez cantando esta mesma música. Ao se perguntar “quem é ele?”, “Está vivo ou morto?”, ou qualquer outra pergunta, até 2012 você estaria sem nenhuma, isso mesmo, nenhuma resposta.

Porém em 2012 foi feito o documentário “À Procura do Sugar Man” que tenta responder as seguintes perguntas, “Quem realmente era Sixto Rodríguez”, “Como ele realmente morreu” e a principal: “Como uma pessoa que não fez sucesso em nenhum lugar do Mundo, chegou a uma fechada África do Sul e é reconhecidamente a primeira influencia para a luta contra o apartheid?”.

Na Busca para respostas o Documentário vem passando o tempo, desde do descobrimento do musico, passando pela gravação dos discos, seus lançamentos e os fracassos. Mostra o Fantasma que  Rodríguez acabou se  tornando, e vai em busca do que aconteceu após o fim de sua carreira, se é que ela não foi encerrada no palco.

Um Documentário que vai te emocionar com sua história e com as respostas encontradas. Muito bem filmado e, o principal, feito com a mesma paixão que as Letras de Sixto foram feitas. Se você conhece o trabalho de Sixto, vai adorar a trilha do filme, se não conhece, a trilha, composta somente por músicas dele, é uma ótima forma de conhecer o seu trabalho, que pode se considerar o melhor trabalho esquecido da década de 1970.

Se o trabalho do artista não lhe convence, vale a pena para conhecer um pouco, mas pouco mesmo, sobre a ditadura da África do Sul e seu método de censura, que, segundo o filme, deixava o pais tão fechado, que justifica o motivo pelo qual Rodriquez não foi procurado na época.

Um filme com o reconhecimento de um Oscar de Melhor Documentário, que vale como um bom entretenimento e uma ótima dica para fugir dos grandes sucessos e pegar um cinema mais “Esquecido”.